segunda-feira, 31 de agosto de 2015

NOVA AURORA

NOVA AURORA
Filemon F. Martins

Eu me tornei um pobre vagabundo
quando partiste pela vida afora,
talvez sonhaste conquistar o mundo
deixando aqui um coração que chora.

De luz, amor e inspiração me inundo
e vislumbro o romper de nova aurora,
acredito no amor puro e profundo
que mitiga a tristeza que apavora.

Creio no amor intenso, verdadeiro,
sempre perdoa, espera e crê primeiro
sem julgamento, ofensa ou coisa assim.

Quero colher a paz em farta messe,
sentir a graça singular da prece
para buscar o amor dentro de mim!


Nenhum comentário: