terça-feira, 1 de setembro de 2015

TROVAS DE CARLOS RIBEIRO ROCHA

TROVAS DE CARLOS RIBEIRO ROCHA
(IN MEMORIAM)

A quem se queixa da sorte,
este provérbio eu indico:
Quem faz justiça é a Morte,
igualando o pobre e o rico.

Cada flor à nossa frente
mostrando grande beleza,
é um sorriso florente
dos lábios da Natureza.

Aves não quero findando,
nem regatos a secar,
- são minhas trovas voando,
meus sonetos a jorrar!

Quando uma árvore cortares
para serviço do lar,
lembrando dos outros lares,

planta dez em seu lugar.

Nenhum comentário: