segunda-feira, 28 de setembro de 2015

VIDA E VERSOS

VIDA E VERSOS

Filemon F. Martins

Minha vida – jardim da desventura
onde plantei Amor, Compreensão,
tentei colher as flores da Ventura,
porém, só encontrei desilusão.
E no final desta colheita impura
que me restou? Pergunto ao coração:
- sonhos perdidos – flores da amargura
que o meu sepulcro, um dia, cobrirão.

Nenhum comentário: