sábado, 10 de outubro de 2015

TROVAS

TROVAS

São luzes, decerto, os sonhos,
cheios de graça infinita,
a iluminar-nos, risonhos,
na escuridão da desdita!
Clério José Borges-Serra-ES

Minha existência sofrida
e esta amargura sem fim,
foi ter partilhado a vida
com quem não gosta de mim.
Adalto M. Machado-Cantagalo-RJ

A vida é tênue fumaça,
é uma linha de retrós...
Dizem que é o tempo que passa,
mas quem passa somos nós!
Maria Thereza Cavalheiro-São Paulo

A brisa passa e sussurra
uma canção de bonança,
e a praia, envolta em ternura,
lembra um lençol de esperança.

Filemon F. Martins-Itanhaém-SP

Nenhum comentário: