quarta-feira, 4 de novembro de 2015

MUDANÇA (THÉO DRUMMOND)

MUDANÇA
THÉO DRUMMOND (1927/2015)

Durante muito tempo não sonhei,
e se sonhei, do sonho não lembrava.
Antes de levantar sempre fiquei
a ver se de algum sonho recordava.

A todas as pessoas que eu contava
entre elas lembro de uma que encontrei
que se viesse a sonhar logo acordava,
com medo de uma coisa que não sei.

Foi de uns tempos pra cá que quando deito
eu vejo alguém vir caminhando à toa,
e ao vê-la, linda e pura, me deleito.

E ao me acordar sinto uma coisa boa,
mas embora feliz e satisfeito,
quero encontrar, na vida, esta pessoa.


(PORTA DO CORAÇÃO, PÁGINA 43)

Nenhum comentário: