sexta-feira, 13 de novembro de 2015

TROVAS DO FILEMON

TROVAS DO FILEMON

Falando de amor, Maria,
que saudades sinto agora
daquela doce alegria
que em teus olhos vi outrora.

Quero-te assim, carinhosa,
na singeleza da flor:
tão bonita e perfumosa,
essência de um puro amor.

Quantas noites, meu amor,
olhando, no céu, a lua,
eu me sinto um trovador
pensando na imagem tua.

No teu sorriso, criança,
vejo o mais belo perfil,
porque tu és a esperança
do futuro do Brasil!



Nenhum comentário: