quarta-feira, 2 de dezembro de 2015

O AMOR QUE EU QUERO (LILIAN MAIAL/RJ)


O AMOR QUE EU QUERO
Lilian Maial  (Rio de Janeiro/RJ)

Eu quero esse amor puro de criança,
que traga pro meu peito a melodia,
que faça eu esquecer a fantasia
e me entregar aos braços da esperança!

Eu quero começar a nova dança
bailando nos teus pés, em sintonia,
poder beber da fonte da alegria,
do sonho que, de mim, jamais se cansa!

Eu quero namorar com inocência!
Viver ao lado teu na transparência
e ser feliz do jeito que puder.

Não sei se um amor assim ainda existe,
mas sinto que o meu peito não desiste:
apanha, quebra, chora, mas te quer!


(ALMANAQUE CHUVA DE VERSOS 438, JOSÉ FELDMAN)

Nenhum comentário: