domingo, 6 de dezembro de 2015

TROVAS DIVERSAS

TROVAS DIVERSAS

Escolha um solo fecundo,
prepare-o com muito ardor,
e com fervor mais profundo
plante a semente do amor!
Jerry Filho

Saudade – um ermo sombrio,
triste alcova da lembrança,
onde o pranto, em desafio,
zomba da nossa esperança.
Eduardo Cavalcante Silva

Reza aquele que verseja,
alegrando o dia-a-dia,
sem que saiba, sem que veja,
que Deus, também, é Poesia!
Fernando Vasconcelos

Em meu baú de ilusões,
trago, entre tristes heranças,
adormecidas paixões
e andrajosas esperanças.
Pedro Grilo Neto


(COLUNA TROVAS, MARIA THEREZA CAVALHEIRO, EM O RADAR, ABRIL/2004)

Nenhum comentário: