sábado, 5 de dezembro de 2015

TROVAS

TROVAS

Nenhum poema é mais belo
e inspira tanta esperança,
do que um sorriso singelo
no rosto de uma criança.
Filemon F. Martins

Seguindo-as pelo infinito
e sem poder entendê-las,
nosso olhar passeia aflito,
mas se encontra nas estrelas.
Maria Thereza Cavalheiro

A montanha coroada
do ouro do Sol, anuncia
que após a noite cerrada
chega sempre um novo dia.
Carlos Ribeiro Rocha

Fui menino, moço, e, agora
por que mudei tanto assim?
Lembrando os tempos de outrora,
tenho saudade de mim...
Mário Barreto França


(COLUNA TROVAS, DE MARIA THEREZA CAVALHEIRO, EM O RADAR, ABRIL/2004)

Nenhum comentário: