segunda-feira, 29 de fevereiro de 2016

TROVADORES DE SÃO PAULO

TROVADORES DE SÃO PAULO
DOMITÍLIA BORGES BELTRAME

A exemplo de um bom peão,
eu já não tenho altivez;
se um amor me joga ao chão
tiro o pó...tento outra vez!

A favela à luz da lua
é um presépio em miniatura.
Mas, ante o sol, triste e nua
tem de um calvário a estatura.

Agora que tu partiste,
sinto a força da verdade,
do grito de dor que existe
no silêncio da saudade.

Além, no horizonte, à borda
de um infinito sem véu
o lindo arco-íris é a corda,
que os anjos pulam, no céu!

(O Encanto das TROVAS, JOSÉ FELDMAN)


Nenhum comentário: