segunda-feira, 8 de fevereiro de 2016

TUDO ESQUEÇO... (J.G.DE ARAÚJO JORGE)

TUDO ESQUEÇO...
J. G.DE ARAÚJO JORGE

Tudo posso esquecer em minha vida
inquieta e livre como uma enxurrada:
- a ilusão, num segundo mais querida...
- a mulher, num segundo mais amada...

A visão de algum trecho azul da estrada
entre ternos carinhos percorrida;
- uma estória que um dia interrompida
nunca mais afinal foi terminada!

Os desejos... os sonhos... os amores
que julgo eternos, e que por encanto
despetalam-se e morrem como as flores...

Esqueço tudo! O que passou, morreu!
Só não consigo me esquecer no entanto
da primeira mulher que me esqueceu...


(OS MAIS BELOS POEMAS QUE O AMOR INSPIROU, PÁGINA 32)  

Nenhum comentário: