sexta-feira, 6 de maio de 2016

TROVAS - MÃE (MARIA THEREZA CAVALHEIRO)

MÃE (TROVAS)
Maria Thereza Cavalheiro

Ser mãe é ter o olhar cheio
de amor, ternura e bondade...
É dividir tudo ao meio,
também a própria metade!

As estrelas infinitas
que o céu misterioso encerra,
são olhos de mães aflitas
velando os filhos na terra.

Minha mãe era uma santa
que entre nós veio passear;
mas foi de humildade tanta
que precisou regressar...

Um anjo, de madrugada,
levou minha mãe... E havia
muita luz em sua estrada,
porém sombra no meu dia.

Mamãe: tuas mãos pequenas
que souberam trabalhar,
parecem aves serenas,
já cansadas de voar!



Nenhum comentário: