sexta-feira, 12 de agosto de 2016

AGOSTO VAI EM MEIO


H

AGOSTO VAI EM MEIO

Vicente de Carvalho (Santos-05/04/1866 – 22/04/1924)



Faz frio. Há bruma. Agosto vai em meio.
E eu ia jurar, bendito engano,
          Que a primavera veio
          Antes do tempo, este ano.

Vi-te. Sob o nublado céu de agosto
Nem os jardins começam a brotar,
          Mas há rosas no teu rosto
E azul, azul de céu, no teu olhar.

Que importa o frio? A bruma? Agosto em meio?
Juro, posso-o jurar, que não me engano:
          A primavera veio
          Antes do tempo, este ano.

Amo-te. E assim como senão houvesse
Inverno, a terra nua, a bruma no ar,
          O meu coração floresce
E há luz, há luz de sol, no meu olhar.

       Acervo de Hilda Persiani
    

Nenhum comentário: