quinta-feira, 11 de agosto de 2016

MELANCOLIA

  MELANCOLIA
        Filemon F. Martins

A tarde começou chuvosa e triste,
no coração bateu uma saudade,
parece que a tristeza ainda insiste
em ditar moda após a mocidade.

A noite surge bela e não resiste
à luz da lua bailando na cidade,
meu coração é forte e não desiste
desse amor sensual que o peito invade.

Meu sonho já não é tão colorido,
por isso, às vezes, fico comovido
sentindo a dor de quem nunca viveu...

E vou levando a minha desventura
cantando um salmo alegre de ternura
para esquecer que a vida me esqueceu!



Nenhum comentário: