sexta-feira, 4 de novembro de 2016

TROVAS DE CARLOS RIBEIRO ROCHA

TROVAS DE CARLOS RIBEIRO ROCHA, QUANDO MORAVA AINDA NA RUA MONSENHOR COSTA, 455 – XIQUE-XIQUE – BAHIA. (IN MEMORIAM)

Sertão do carro de boi
vai no passado ficando,
e de tudo o que já foi,
vai a saudade rodando...

Vejo a imagem refletida
de Deus, com fidelidade,
na manhã – dizendo vida,
no Ocaso – que diz saudade.

Ao pé do morro cravado,
qual o antigo Prometeu,
está o pequeno povoado
onde o poeta nasceu.

No velho sítio Olho d’Água,
onde as serras altas são,
chorei, e não foi de mágoa,
- foi nascendo no Sertão.


Nenhum comentário: