sábado, 22 de julho de 2017

TROVAS DO FILEMON

TROVAS DO FILEMON

Meu sonho desde rapaz
tão simples, não tinha dolo:
beijar-te na boca, e em paz
adormecer em teu colo.
      
Meu coração é festeiro,
vive a lembrar do Sertão,
mas o tempo – trapaceiro
machucou meu coração.
      
Minha vontade tão louca,
era somente um enleio:
dar um beijo em tua boca
e adormecer em teu seio.
      
Sinto em meu peito esta mágoa
que me mata na surdina:
minha alma triste, deságua
nesta tarde que termina.


Nenhum comentário: